July 20, 2024

Pedro Martins crava prazo para fim do transfer ban; Cruzeiro corre contra o tempo para registrar reforços

2 min read
Pedro Martins crava prazo para fim do transfer ban;  Cruzeiro corre contra o tempo para registrar reforços
Pedro Martins crava prazo para fim do transfer ban;  Cruzeiro corre contra o tempo para registrar reforços

Cruzeiro

Com 10 nomes para registrar, Cruzeiro precisa derrubar impedimento da Fifa para poder acionar seus reforços

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro se movimentou no mercado durante a pre-temporada. Ao todo, são 10 novos nomes que chegam na Toca, isso sem contar os anúncios que já estão certos, como são os casos do goleiro Gabriel Brazão e do lateral Gabriel Dias. Entretanto, Clube Celeste precisa solucionar o impedimento de registro de seus atletas, o famigerado transfer ban, que assombra a Raposa desde junho de 2021.

Mas, segundo declarou o executivo de futebol do Zeiro, Pedro Martins, o problema está no radar do clube e com uma previsão de resolução bem proxima: “O transfer ban é uma prioridade. Não tem como não ser. Eu confio muito na equipe que está fazendo esse trabalho. Não tenho dúvida que essa solução será dada nos próximos dias ou horas e que o Cruzeiro vai encontrar a melhor saída para que todos os atletas estejam inscritos e aptos para a disputa doroumine.

A lista dos jogadores que precisam ser registrados é grande, eo Cruzeiro corre contra o tempo, pois a estreia da equipe no Campeonato Mineiro acontece na próxima quarta-feira. Aguardam a regularização de seus registros: goleiro Rafael Cabral; zagueiros Maicon, Mateus Silva e Sidnei; volante Willian Oliveira, Pedro Castro e Filipe Machado; meia João Paulo e atacantes Edu e Waguininho.

Para se livrar do transfer ban e ficar liberado para registrar seus reforços, o Cruzeiro precisa desembolsar cerca de R$23 milhões. O valor é a soma do que o clube deve por conta das contratações de Arrascaeta, junto ao Defensor, do Uruguai, e de Riasco, negócio feito com o Mazatlán, do México.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *